terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Ministério Público Federal impede Discriminação patrocinada pelas Testemunhas de Jeová


Reportagem e entrevista exibidas no dia 02/08/2011 no jornal Diário da Manhã, da TV Diário de Fortaleza, na qual a Procuradora da República Nilce Cunha explica como as Testemunhas de Jeová são ensinadas pelos líderes da organização a praticar o crime de discriminação religiosa, desestruturar famílias e denigrir a imagem do ex-membro que não acredita mais nos ensinamentos difundido pelo grupo de homens chamado Corpo Governante, que cria as leis supostamente divinas diretamente dos EUA.

Faça o Download e leia a Ação Civil Pública na íntegra no link
http://www.4shared.com/document/sjWdhCI3/MPF.html

Objetivo do MPF é: A presente ação tem por esteio o procedimento administrativo nº 1.15.000.000171/2011-11, que segue em anexo, instaurado a partir de representação de Sebastião Ramos de Oliveira, servidor público federal, em que relata a ocorrência de graves violações aos seus direitos fundamentais pertinentes à igualdade, à liberdade de informação, à inviolabilidade de consciência e de crença, assim como à proteção à família patrocinadas pela ASSOCIAÇÃO TORRE DE VIGIA DE BÍBLIAS E TRATADOS, que representa as Congregações das Testemunhas de Jeová no Brasil, bem como pela ASSOCIAÇÃO BÍBLICA E CULTURAL DE FORTALEZA, entidade que representa, no Estado do Ceará, a dita congregação, situada na Rua João Cordeiro, Nº 2379, Fortaleza-CE.

Quero ver agora quem vai ser a Testemunha de Jeová fanática que vai vir aqui desmentir a procuradora. Tudo o que ela falou pode ser comprovado nas publicações da Torre de Vigia, portanto, cuidado com os desaforos aqui.

Link para o fórum de Ex-Testemunhas de Jeová, onde o assunto é debatido:
http://www.extestemunhasdejeova.net/forum/portal.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário