sexta-feira, 15 de agosto de 2014

JESUS NÃO ERA ALEGRE?

Gilson Barbosa

Charge:  de Jasiel Botelho - Charge Evangélico, Gospel - Portal FielQueridos leitores, a verdadeira felicidade faz parte da vida cristã. Mas a pergunta é: De que maneira o crente obtém essa tal alegria e felicidade? Sei que alguns dirão que basta a pessoa “aceitar” a Jesus e pronto! Porém, a realidade é contra essa ideia. Basta ligar a televisão ou o rádio e você verá uma quantidade de crentes infelizes e tristes em busca da casa própria, do sucesso financeiro e profissional, de cargos e funções na igreja onde congrega, etc. Parece que “aceitar” a Jesus não tem sido suficiente para eles. Na verdade, esses crentes precisam estudar o “Sermão do Monte” ensinado por Jesus tanto a seus discípulos quanto a toda a igreja hoje em dia.   

Mas, se alguns buscam incansavelmente uma alegria terrena e momentânea em nome da fé, outros paradoxalmente pensam que para ser um crente verdadeiro você não deve ficar rindo à toa ou expressar alegria através de uma boa autoimagem pessoal. Para ser crente mesmo você deve ter sempre uma postura austera. A situação se torna mais grave se for uma pessoa que ocupe cargos na igreja. Você deve manter sempre uma imagem de seriedade. Minha opinião é que esse pensamento todo é bobagem. Se por um lado não devemos ficar fazendo piadinhas e gracejos de tudo, pelo outro penso que uma boa dose de humor faz parte da natureza cristã – ainda que não tenhamos motivo para tal.

As pessoas que defendem que para o crente é melhor “chorar” do que rir apelam para o exemplo de Jesus. Dizem que na Bíblia não há nenhum registro de que Ele tenha rido ou que tenha soltado alguma gargalhada. Para estes sua aparência não atraía ninguém, pois como afirma o profeta Isaías (53:3) Ele era “homem de dores e que sabe o que é padecer; e, como um de quem os homens escondem o rosto, era desprezado, e dele não fizemos caso”. Contudo, penso que o fato de Jesus ser desprezado pelos homens nunca o fez uma pessoa triste, melancólica e mal humorada. Afirmar que Jesus nunca riu, com base no argumento do silencio bíblico, não é recomendável e arriscado.

Como você demonstra sua alegria e felicidade? Uma das formas é rindo. Até mesmo a pessoa mais séria e austera que você conhece, em algum momento deve expressar sua alegria com muitas risadas. Não é a sisudez ou a “cara feia” que faz a pessoa ter autoridade e ser reconhecida pelos outros. Confesso a vocês que já me peguei rindo ao ler a atitude dos personagens bíblicos, dos discípulos e até mesmo com algumas atitudes de Jesus. As pessoas queriam ficar perto de Jesus, ter sua presença em suas casas, serem seus amigos. Não vejo que seria assim se Jesus fosse uma pessoa chata ou melindrosa.

Por conta de sua encarnação Jesus foi um ser humano completo e faz parte disso as emoções humanas. Sorrir ou chorar não é mal em si mesmo. Penso que dizer que Jesus nunca sorriu compactua com a ideia de que Ele foi uma pessoa sem alegria ou constantemente estressada. Certo irmão notou que uma vida sem alegria teria sido uma vida pecaminosa e devemos distinguir as emoções de Jesus das nossas. Suas emoções foram sem pecado e reguladas pela moderação.

Com base na Escritura temos razões para pensarmos que Jesus vivia uma vida feliz. O evangelista Lucas afirma que após os setenta discípulos regressarem com sucesso de suas tarefas missionárias o Senhor Jesus se alegrou: “Naquela hora, exultou Jesus no Espírito Santo e exclamou...” (Lucas 10:21). Jesus era internamente alegre, conforme registra João (15:11): “Tenho-vos dito estas coisas para que o meu gozo esteja em vós, e o vosso gozo seja completo”.  Jesus queria que seus discípulos fossem plenamente alegres: “Mas, agora, vou para junto de ti e isto falo no mundo para que eles tenham o meu gozo completo em si mesmos” (João 17:13). Assim como é contraditório informar sobre uma notícia triste rindo, é também estranho dar uma boa notícia com o rosto carrancudo.

É claro que não devo dar voz onde a Bíblia se cala, porém penso que Jesus não era menos humano que qualquer um de nós. Assim: alegria e sorriso são partes, primeiro da natureza humana, depois da natureza da prática cristã. Por que os evangelistas não relataram o riso de Jesus nos seus registros? Não tenho resposta. Mas penso que uma das imagens e expressões da alegria e felicidade sem dúvida alguma é o riso. Sorria, apesar de ser crente (rsrs).



No amor de Cristo,  

Nenhum comentário:

Postar um comentário