quarta-feira, 2 de março de 2011

UMA BREVE RELAÇÃO DAS PRINCIPAIS DISCIPLINAS TEOLÓGICAS


Por Gilson Barbosa

Quais são as disciplinas que um candidato ao estudo teológico irá aprender?

Bem, sabemos que não é possível construir uma grade curricular idêntica a dos inúmeros seminários teológicos existentes, porém, certamente as principais disciplinas de um curso básico estão discriminadas aqui. Devem-se considerar também as diferentes nomenclaturas que em alguns casos são atribuídas as disciplinas que possuem o mesmo objeto de estudo. Outro detalhe importante é que a nossa disposição não foi regida por ordem de importância doutrinária ou qualquer critério semelhante, mas antes seguimos a convencional exposição alfabética. Vejamos quais são as disciplinas:

Administração eclesiástica: é o estudo dos diversos assuntos ligados ao trabalho do pastor referente à sua função de líder ou de principal administrador da igreja a qual serve.

Apologética: abordagem que visa advogar um argumento, em nosso caso, estamos falando da apologética cristã. Pode abranger questões éticas, morais, históricas, teológicas etc. O braço mais comum da apologética é a heresiologia. O termo heresia deriva da palavra grega háiresis e significa “escolha, seleção, preferência”. Daí surgiu a palavra seita, do latim secta, que, por sua vez, remete a uma doutrina ou sistema que diverge da opinião geral e é seguido por muitos. Logo, heresiologia é “o estudo das heresias em geral”.

Antropologia
O termo deriva de duas palavras gregas: anthropos  (“homem”) e logos (“discurso” ou “razão”). Portanto, antropologia é “o estudo do homem”.

Há duas correntes teológicas acerca da composição do homem: dicotomia, segundo a qual a natureza humana é constituída de duas partes, uma material e outra espiritual (alma e espírito), e tricotomia, cujo ensinamento descreve a constituição humana em três partes: corpo, alma e espírito.

Angelologia
A palavra anjo, tanto no hebraico (mal’ak) quanto no grego (angelos), significa “mensageiro”. Logo, angelologia é “o estudo dos anjos”.

Os anjos são organizados nas seguintes hierarquias: arcanjo, querubins e serafins. A demonologia, o estudo dos demônios, também é objeto de análise da angelologia, uma vez que os demônios são, em suma, anjos caídos.

Bibliologia
 A palavra portuguesa Bíblia vem do grego bíblia, plural de bíblion. No sentido rigoroso, a palavra grega bíblos significa “um livro”, “um escrito”. Assim, bibliologia é “o estudo da Bíblia”, que pode também ser chamada de Escrituras, Sagradas Escrituras, Sagradas Letras, Palavra de Deus, Oráculos de Deus, entre outros nomes.

Cristologia
O termo deriva de duas palavras gregas: christós (“ungido”) e logos (“discurso” ou “razão”). Logo, cristologia remete ao “estudo que aborda a pessoa e a obra de Cristo”. É a doutrina fundamental do cristianismo e possui extrema importância para a soteriologia.

Eclesiologia
O termo grego para igreja é ekklesia, que significa “reunião de pessoas” ou “assembléia”. As palavras ek e kaleo (derivadas) têm o sentido de “chamados para fora”. Portanto, eclesiologia é “o estudo das ordenanças, natureza, ministério, governo e missão da igreja”.

Escatologia
O termo deriva de duas palavras gregas: eschatos (“último”) e logos (“assunto”, “tratado”). Assim, escatologia é “o estudo ou tratado das últimas coisas”, que tem como objeto de estudo o arrebatamento da Igreja, a grande tribulação, o milênio...

Ética
No sentido habitual da palavra “é o estudo dos juízos de apreciação que se referem à conduta humana susceptível de qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente à determinada sociedade, seja de modo absoluto”. Do grego ethos que significa: costume, hábito, disposição. A ética cristã é, portanto, o conjunto de regras de conduta, para o cristão, tendo por fundamento a Palavra de Deus.

Filosofia
É derivada de duas palavras gregas, “philein” (amar) “sophia ” (sabedoria). A filosofia contribui para o aprendizado teológico desafiando os cristãos ao entendimento da fé e propiciando aos alunos bases intelectuais para fundamentar suas convicções cristãs.

Geografia bíblica
É a ciência que estuda a superfície da terra no seu aspecto físico, humano e econômico. A geografia bíblica tem como objeto de estudo sistemático o cenário da revelação divina e da influência que teve o meio ambiente na vida de seus habitantes.

Hermenêutica
Uma palavra grega antiga, hermenevein, deriva do nome Hermes, mensageiro dos deuses mitológicos que entregava e interpretava mensagens “divinas” aos mortais. A hermenêutica pode ser teológica, filológica, jurídica etc. No contexto teológico, significa “a arte de interpretar textos bíblicos”.

História bíblica
Ciência cuja finalidade é explicar a moralidade, a intelectualidade e as influências que afetam o ser humano apenas cientificamente. A história bíblica se ocupa, principalmente, da história dos acontecimentos que envolveram a nação de Israel e outros povos citados na Bíblia.

Homilética
O termo vem do grego homilia. A homilética é definida como “a arte e a ciência de analisar, estruturar e apresentar mensagens bíblicas” e envolve em seus objetos de estudo as técnicas para falar em público.

Hamartiologia
Do grego hamartia, significa “pecado,  transgressão, praticar o mal”. Assim, hamartiologia é “o estudo acerca do pecado”, e tem como objeto de estudo a origem do pecado, a queda do homem e a restauração por meio de Jesus Cristo.

Missiologia

É a ciência que tem por objetivo o estudo da Grande Comissão dada por Jesus Cristo à sua igreja. Podemos dizer que é a preocupação teológica com a obra missionária. Assim, podemos inferir que o principal propósito da teologia deve ser a realização de missões.

Paracletologia
A palavra deriva do termo grego parácleto, que significa “consolador”.  O nome consolador era aplicado a alguém chamado para estar ao lado de outra pessoa em processos penais ou criminais, a fim de auxiliá-lo.

Esta disciplina também é chamada de pneumatologia, do termo grego pneuma, derivado do verbo pnéo, que significa “soprar” ou “respirar”. Assim, paracletologia ou pneumatologia é “o estudo sobre o Espírito Santo”.

Sociologia
Estudo científico das relações sociais, das formas de associação, destacando-se os caracteres gerais comuns a todas as classes de fenômenos sociais, fenômenos que se produzem nas relações de grupos entre seres humanos.

Soteriologia
Do grego soteria, que significa “salvação – cura, recuperação, redenção, remédio, resgate”. Portanto,  soteriologia é “o estudo da salvação obrada por Cristo”.

Teologia
Do grego theos, cujo significado é Deus. Logo, teologia é “a ciência que possui como alvo de seu estudo a pessoa de Deus”. O termo também pode ser comumente aplicado ao compêndio geral das disciplinas aqui mencionadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário